Quem Somos

TANTRANSFORMA  

 

Somos a União dos Espaços terapeuticos chamados: ESPAÇO ANAHATA, ESPAÇO GANAPATI ÔM e TERAPEUTAS AUTÔNOMOS(A) PARCEIROS(A), trabalhamos com terapia tântrica fundamentada no caminho da aceitação, já a algum tempo na cidade de São Paulo e estamos localizados nos bairros Jardins e Paraiso.

 

O nosso trabalho com o TANTRA é terapêutico e não está relacionado com sensualidade, nem com erótico, quem procura tantra com um viés sexual, erótico ou sensual, não encontrará nos nossos espaços. Contamos com uma equipe de profissionais terapeutas com as mais diversificadas formações acadêmicas e terapêuticas, atuando com terapias voltadas para desenvolvimento humano, orientados pela visão da Ciência Comportamental Tantra, utilizando técnica de meditação, movimentação vibracional bio energética, respiração consciente e massagens, como  ferramentas nos processos de autoconhecimento e expansão de consciência.

 

Oferecemos aos nossos clientes: confiança, conhecimento, acolhimento e segurança, para facilitar e conduzir os processos terapêuticos de autoconhecimento, autocura e expansão da consciência rumo à transformação do Ser, através do processo terapêutico fundamentado principalmente na ciência TANTRA, promovendo assim o despertar de uma nova relação  com o corpo, além de adquirir uma melhor interação entre o psiquismo e o organismo.

 

A nossa experiência com o TANTRA, nos permite afirmar o valor terapêutico que tem o trabalho realizado em prol da saúde  Humana. A terapia se caracteriza por ser breve, focal e resolutiva dos problemas relacionados com traumas e bloqueios, e mais especificamente nos processos de autoconhecimento, tais como, bloqueios emocionais e crenças limitantes, responsáveis pelos transtornos: anorgasmia (falta de orgasmo), vaginismo (contração involuntária dos músculos vaginais) e dispareunia (dor na vagina), falta da libido (falta de desejo), falta de excitação, falta de lubrificação vaginal, entre outras no caso feminino e, disfunção erétil (incapacidade de manter a ereção peniana), ejaculação precoce ou tardia, anorgasmia (ausência de orgasmo), falta de excitação e falta da libido (falta de desejo ) no caso masculino.

 

COMPREENDENDO UM POUCO SOBRE TANTRA UMA CIÊNCIA COMPORTAMENTAL COM MAIS DE CINCO MIL ANOS:

Várias definições atribuída a palavra TANTRA e algumas delas são: Tan significa EXPANSÃO e Tra significa LIBERAÇÃO. É um termo sânscrito. Para muitos estudiosos o TANTRA teria suas raízes na antiga Índia, atual Caxemira Indiana. No entanto de acordo com André Van Lysebeth no livro TANTRA o culto da feminilidade, levanta-se a possibilidade do TANTRA ter surgido a mais de 9.000 anos antes de cristo, em uma cidade chamada Chantal-Huyuk, na cidade de Anatólia - Turquia.

 

TANTRA NA PRÁTICA:

Houve um tempo na humanidade, que a união sexual foi experimentada com inocência e naturalidade nas sociedades tradicionais matriarcais. O sexo simbolizava também uma analogia da unidade essencial que caracteriza a essência do ser humano, masculino e feminino num só.

 

TANTRA COMO FERRAMENTA TERAPÊUTICA:

No decorrer do processo de civilização muitas repressões advindas da educação, das religiões e do patriarcado, bloquearam e distorceram a expressão natural da energia mais poderosa e criativa que pulsa no ser humano a energia sexual. Isso somado à desconexão com o próprio corpo, o ritmo de vida acelerado e o crescimento da pornografia, trouxe muitas dificuldades para maioria das pessoas em viver plenamente sua sexualidade e intimidade nos relacionamentos afetivos ou não.

Muito antes do advento da psicanálise, há mais de cinco mil anos, um conjunto de escrituras encontradas na região do Himalaia, denominadas TANTRAS, pregava que a energia vibracional humana é sexual e para o TANTRA, estar bem com a própria sexualidade é condição primordial para a saúde física, emocional e espiritual do indivíduo (Artigo publicado no site: http://corpoemente.com.br).

CGJung.jpg
Carl G Jung

Ao longo da história da humanidade, o uso da sexualidade como meio para expansão da consciência já recebeu diversos nomes. Das tradições TÂNTRICAS da Antiguidade à difusão da Magia Sexual no ocidente, passando pelo advento da psicanálise e posterior evolução para a psicologia analítica de Carl Gustav Jung, podemos encontrar um conceito comum: o de que a energia sexual é o alimento da psique individual. Isso é o fundamento básico do TANTRA, é o principal pilar do que se entende por Magia Sexual e também é o ponto de partida da psicanálise.

Mas, qual seria o fio condutor que une esses diferentes ramos do conhecimento humano? Para utilizar uma referência mais próxima, partamos da psicanálise. A disciplina criada por Sigmund Freud prega que a energia vital humana tem fundo sexual, em um conceito que ele nomeou de Libido. Segundo o pai da psicanálise, impulsos sexuais mal resolvidos podem resultar em distúrbios comportamentais e neuroses diversas pelo seu mau direcionamento. E esses bloqueios emocionais e psicológicos o indivíduo experimenta não somente na sua sexualidade, como também em todas as áreas de sua vida.

Sigmund_Freud_LIFE.jpg
Sigmund Freud

Discípulo de Sigmund Freud, o psicoterapeuta Carl G. Jung expandiu o conceito de inconsciente freudiano e fundamentou o que chamou de sombra, o lado mais animalesco da personalidade humana. Aliás, é interessante saber que Jung estudou o TANTRA profundamente e até apresentou um seminário inteiro dedicado ao estudo da filosofia TÂNTRICA, em 1932, denominado a A Psicologia da Kundalini Yoga. E é a partir dessa perspectiva que se pode entender o que de fato significa o TANTRA, vivência oriental que coloca a energia sexual como energia vital.

 

 

OBJETIVOS DO TANTRA:

TANTRA não se restringe a uma nova atitude perante o sexo, mas trata-se de uma ciência muito mais abrangente referente à vida como um todo – um caminho para aceitação e plenitude através da espontaneidade, abertura para sentir o êxtase e unificação com a existência. Portanto a abordagem TÂNTRICA à vida afeta muito mais que nossa sexualidade. Ela afeta todo o SER, a maneira de olhar a vida, de se relacionar com as pessoas e com a natureza, como encarar os desafios e assim por diante, pois nos permite conectar mais profundo consigo mesmo, com os outros e com todas as formas de vida.

O TANTRA nos convida a ir além das crenças e limitações quanto ao poder criativo da sexualidade. Através do trabalho com o TANTRA é possível purificar os traumas e condicionamentos em torno da energia sexual e desenvolver uma qualidade de presença e amorosidade. Quando a energia vital flui em direção ao coração, uma ponte de consciência é criada e surgem naturalmente qualidades como segurança, ternura e vitalidade

TANTRA fala da sacralidade dentro de cada um, sobre honrar o corpo como um templo e nos dá ferramentas para purificar nossos pensamentos, emoções e crenças. É uma forma consciente de vida que expande a nossa interconexão com todos os seres. Essa visão traz o aspecto sagrado da união sexual, pois através da sexualidade consciente pode-se atingir um desenvolvimento humano.

Hoje, em virtude da banalização que o termo TÂNTRICO sofreu ao ser aplicado de forma grosseira em qualquer coisa de fundo sexual, pode parecer difícil entender, mas o TANTRA está muito mais próximo das técnicas holísticas e da psicologia moderna do que de práticas estritamente sexuais.

Para o TANTRA, estar bem com a própria sexualidade é condição primordial para a saúde física, emocional e espiritual do indivíduo.

oshoooo.jpgPara Osho, o TANTRA é muito científico, a palavra ciência significa entendimento, saber. O TANTRA diz que o saber liberta.Segundo Osho em seu livro - TANTRA: O Caminho da Aceitação - o TANTRA é uma ciência, pois não se trata de uma proposição intelectual, mas uma experiência e somente quando você estiver receptivo, disposto e vulnerável a experiência ela virá até você. Para conhecer o TANTRA você precisa de uma mudança (Osho, Livro: TANTRA: O Caminho da Aceitação, 2005, Pag. 50).

As raízes culturais humanas estão impregnadas de uma visão distorcida da sexualidade, na qual a prática da repressão passou a ser o comportamento usual para mulheres e homens. Em nossa cultura o machismo reinou e ainda reina impune, sendo usado como instrumento preservador do poder masculino, tal situação é incompatível com os princípios do TANTRA, que é eminentemente matriarcal, sensorial, não repressor.

 

Somos seres desamparados quando nos falta autoconhecimento, e esta falta nos conduz a uma auto tirania, uma direção na vida de desprazer e

download%20(4).jpg
Alexander Lowen

angústia. O desamparo causado pela ignorância é o fertilizante da ditadura (Wilhelm Reich, Livro: Análise do Caráter, 1998, Pag. 24).Para Alexander Lowen, o corpo, ao contrário do ego, deseja prazer e não poder, segundo ele o prazer é a origem de todos os bons sentimentos e pensamentos. Quem não tem prazer corporal se torna um ser rancoroso, frustrado e cheio de ódio. O prazer é a força criativa da vida. A única força capaz de se opor a destruição em potencial de poder (Alexander Lowen, Livro: Prazer: Uma abordagem Criativa da Vida, 1984, Pag. 10,11, ).


A Organização Mundial da Saúde, ressalta que a felicidade sexual é uma condição inseparável da questão da saúde, na qual a falta de prazer pode desencadear múltiplos problemas como: constante tensão, mal humor, depressão, insónia.Segundo Wilhelm Reich, a gravidade de todas as formas de

download%20(5).jpg
Wilhelm Reich

enfermidade psíquica está diretamente relacionada com a gravidade da perturbação genital. As probabilidades de cura dependem diretamente da possibilidade de estabelecer a capacidade da satisfação genital plena. (Wilhelm Reich, Livro: Análise do Caráter, 1998, Pag. 90).

Hoje o TANTRA é usado como terapia complementar, que é um conjunto de intervenções que não são ensinadas em escolas médicas e que não estão disponíveis em hospitais e podem ser usadas simultaneamente a outro tipo de tratamento e suas técnicas utilizadas pelos terapeutas TÂNTRICAS visam a dar assistência de saúde ao indivíduo, seja na prevenção de doenças ou no seu tratamento.

Assim, podemos concluir que o TANTRA representa muito mais um caminho psíquico para as mudanças pessoais do que um mero roteiro de práticas sexuais para incrementar o prazer. O TANTRA é a chave para a evolução humana a caminho da plenitude e começa de dentro para fora, com um mergulho no inconsciente.